Menegotto prensas

Qual o melhor processo para o corte de chapas de aço?

Existem hoje no mercado 4 tipos de corte de chapas de aço como: Oxicorte, plasma, laser ou jato de água. Alguns destes processos são mais adequados para automação e outros não. Alguns são mais adequados para chapas mais finas, outras para chapas mais grossas. Neste texto, vamos abordar sobre as principais aplicações para o corte de laser, e sobre como ele pode contribuir para a sua empresa. Confira!
 
Já comumente conhecido no mercado, o processo de corte de chapa é muito utilizado por diversas empresas em diferentes projetos. Este é um procedimento que oferece soluções eficazes e específicas. Desta forma, antes de iniciar o corte, são analisadas algumas solicitações do cliente e as especificações de cada chapa de aço, permitindo chegar a um resultado preciso. Entre as características observadas, estão:
 
- Tipo de chapa de aço utilizada;
- Qualidade da chapa usada;
- Comprimento e largura da peça que vai ser fabricada;
- Espessura correta da chapa de aço;
- Qualidade final solicitada para o produto que vai ser produzido.
 
O corte a laser com equipamentos modernos é uma das opções que se destacam no mercado. Sua vantagem, no que diz respeito à velocidade, qualidade de corte e ao consumo de energia, é muito bem aplicada em chapas de aço mais finos e intermediários, que variam de 0,5 mm a 10 mm de espessura. Nestes aços, o laser pode alcançar a precisão de 0,1 mm, além de cortar na velocidade de até 25 mm por minuto, garantindo bom custo-benefício e boa performance.
 
Outra excelente característica do processo a laser é a fiabilidade. Assim, este processo se torna assertivo, com vida útil dos consumíveis longa e com automação de máquina de boa qualidade. Ou seja, o laser se torna uma opção muito vantajosa para a sua empresa.
 
Conheça as principais aplicações para o corte de laser:
 
- Maquinário agrícola;
- Têxtil;
- Alimentício;
- Construção;
- Fabricação de outros maquinários e equipamentos grandes;
- Aço inoxidável, aço-carbono, aço silício, liga de alumínio, liga de titânio, aço galvanizado, chapa de zinco banhado em alumínio, cobre, e outros metais.
 
O processo que concentra feixes de luz altamente focalizados, formando uma espécie de “lâmina” para realizar cortes específicos no aço, pode ser utilizado em materiais finos ou intermediários, com mais 50 mm de espessura. Assim, o custo-benefício torna-se ideal em peças com espessura entre 0,5 mm e 10 mm.

Leia também

Solicitar cotação